Delegados da Lava Jato contestam publicamente diretor-geral da PF

O diretor-geral da PF, Fernando Segovia, declarou em entrevista que a tendência na entidade é recomendar o arquivamento da investigação contra o presidente Michel Temer (MDB) no inquérito sobre a MP dos Portos.

Os delegados envolvidos na Lava Jato contestaram em nota pública a fala de Segovia:

“Os integrantes do Grupo de Inquéritos da Lava Jato no STF informam que a manifestação do Diretor Geral da Polícia Federal que está sendo noticiada pela imprensa, dando conta de que o inquérito que tem como investigado o Presidente da República tende a ser arquivado, é uma manifestação pessoal e de responsabilidade dele. Ninguém da equipe de investigação foi consultado ou referenda essa manifestação, inclusive pelo fato de que em três de anos de Lava Jato no STF nunca houve uma antecipação ou presunção de resultado de Investigação pela imprensa.”

Siga nossos canais e não perca nossas publicações no TwitterTelegram e Facebook.

Fernando Segovia, diretor-geral da PF e Michel Temer, presidente da República

Leia também:

Milionário, Henrique Meirelles recebeu auxílio-moradia

Comunidade internacional inaugura centros para venezuelanos em Roraima

Saiba quem são os 54 deputados que Temer espera convencer para aprovar a Reforma da Previdência

As mortes suspeitas em torno do triplex no Guarujá

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *