Crime dentro do crime dentro do crime – 2

O Brasil é provavelmente o campeão mundial de crimes grotescos. Apesar disso, há uma forte militância de esquerda no país a dizer que devemos punir menos os criminosos e que punir criminosos com encarceramento só piora as coisas. Pior, vêem uma certa licença poética nos atos criminosos pelo fato de serem cometidos por grupos que eles escolhem fingir que defendem.

Dito tudo isso, leiam a notícia do que tem acontecido com os criminosos que estupraram, torturaram e mataram menores de idade no Piauí. Um deles, de 40 anos, foi espancado ontem dentro do presídio em que cumpre pena. Mas passa bem. Leiam a notícia no G1 “Acusado de estupro coletivo é ferido durante briga em presídio no Piauí“.

Já hoje um outro envolvido no mesmo crime, também preso, foi assassinado. Leiam também no G1: “Adolescente condenado por estupro coletivo é morto dentro de cela no Piauí“.

Diante disso, quem acha que no Brasil prende-se demais deve dizer que:

– Se os estupradores não estivessem presos, eles estariam bem hoje, o que prova que encarcerar só piorou o problema;

– Os presidiários que mataram e feriram os estupradores só o fizeram pois estavam presos. Isso prova que encarcerá-los só piorou o problema;

– Os presidiários que mataram e feriram os estupradores devem ser libertados pois na cadeia eles poderão matar e agredir outros presidiários. Eles piorarão o problema.

P.S. Obviamente nesse raciocínio dos esquerdistas brasileiros ignora-se que as vítimas dos crimes dentro das cadeias, com os criminosos soltos, seriam trocadas por pessoas comuns.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *