Corte de palestrantes e viajantes, STF tem a maior taxa de prescrição em 8 anos

O STF, corte política que o brasileiro chama de mentirinha de corte constitucional, atingiu a sua maior taxa de prescrição de ações em oito anos.

O levantamento foi encomendado pela presidente do STF, a ministra Cármen Lúcia.

“Supremo em Números“, levantamento da FGV, também traz dados assombrosos e aponta que apenas 1% dos réus com foro privilegiado no STF foram condenados, entre 2011 e 2016.

“(Estadão) Um em cada cinco processos em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF) prescreveu no ano passado. Segundo relatório elaborado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a chamada taxa de prescrição de 2016 chegou a 18,8%, maior patamar em oito anos. Esse movimento foi acompanhado, contudo, de um aumento exponencial nos processos originários na Corte, que cresceram seis vezes de 2009 até o ano passado, saltando de 476 para 2.803.

A pesquisa sobre a carga de trabalho do STF foi encomendada pela presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia. O estudo é de junho deste ano.”

A Lava Jato já condenou 165 pessoas na primeira instância, já o STF não condenou nenhum dos envolvidos com foro.

 Leia também:
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *