Conservadorismo é Punk: Vocalista do Sex Pistols elogia Brexit e Trump

No Whiplash:

John Lydon, aka Johnny Rotten, nunca foi uma pessoa com ideias convencionais. E para reforçar ainda mais esta característica de sua personalidade, o ex-Sex Pistols, fundador do Public Image Ltd deixou claro, durante participação em um programa de TV britânico, que ele apoia Nigel Farage, líder do Brexit (movimento que prevê a separação do Reino Unido da União Europeia), assim como o presidente norte-americano Donald Trump, cuja trajetória midiática ele compara com a do Sex Pistols! “Um jornalista me perguntou ‘Ele é o Sex Pistols da política?’ De certa forma sim. Há alguns problemas com ele como pessoa, mas ele não é racista e há uma chance que algo bom surja de toda esta situação pois ele aterroriza a política, e isto é uma alegria muito grande pra mim. Ouso dizer que Trump poderia vir a se tornar um amigo”.

Sobre Farage, Lydon diz que fica do seu lado na briga armada por Bob Geldof (Boomtown Rats), que interrompeu uma manifestação do líder britânico no que se transformou em uma “batalha naval” no rio Tamisa (leia mais detalhes neste link). “A classe trabalhadora teve sua voz ouvida e eu sou um deles e estou com eles. Gostaria de apertar a mão de Farage“, conta.

No programa Good Morning Briton comandado por Piers Morgan (para quem não conhece ele foi surrado em um debate com Dana Loesch por ser a favor do desarmamento e hoje é talvez o único esquerdista que condena a histeria anti-Trump), o vocalista soltou a voz. Isso só confirma o que disse Paul Joseph Watson no vídeo abaixo: Conservadorismo é a nova contracultura.

Leia mais sobre Trump no Reaçonaria:

ASSISTA: Discurso histórico de Donald Trump (legendado)

Donald Trump pede a libertação de presos políticos da ditadura venezuelana

VÍDEO: Hillary defende muro na fronteira com o México, Obama é contra casamento gay, Trump defende LGBTQ

 

Revisado por Maíra Pires @mairamacpires

Loading...

Um comentário para “Conservadorismo é Punk: Vocalista do Sex Pistols elogia Brexit e Trump

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *