Como a internet pró-Trump venceu a mídia pró-Hillary

Um dos aspectos mais curiosos da vitória de Trump sobre Hillary e toda a classe jornalística do mundo é conhecer o universo pró-Trump na internet. Enquanto os jornalistas começam agora a falar de sites como Drudge Report e Breitbart.com, ignora-se por completo o poder da mobilização independente e espontânea que se faz em redes sociais, especialmente através de memes nascidos de fóruns como o Reddit. Foi como se o fenômeno que já vimos aqui no Brasil em 2014 (leiam o post “A eleição da zuera“) fosse reproduzido em proporções muito maiores, especialmente pelo fato da base em favor de Trump ser muito mais sólida, partindo de eleitores republicanos, e pelo fato de Trump ser naturalmente muito mais engraçado e cênico do que Aécio Neves.

Talvez o Charles Gomes e o Osmar Bernardes Jr. sejam as pessoas mais indicadas deste site para detalhar essa história impressionante, mas aqui cabe apenas destacar alguns vídeos virais da campanha. Repita-se: a maior parte  nasceu de produtores independentes, longe das ações ultra-planejadas e controladas dos núcleos de campanha. E eles conseguiram manter a batalha na internet em igualdade de condições, mesmo contra toda a estigmatização que os grandes jornais, TVs e portais dos EUA jogavam contra os eleitores do candidato republicano.

Seguem abaixo então alguns exemplos:

trumppresidentedomundo

Revisado por Maíra Pires @mairamadorno

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *