CENSURA: Justiça Eleitoral pode proibir páginas de apoiar candidatos

A página do MBL pode ficar proibida de divulgar suas candidaturas nas próximas eleições. O grupo já foi condenado por apoiar a candidatura de Fernando Holiday (DEM) nas redes em 2016. A decisão, típica do manicômio eleitoral brasileiro, pode acabar resultando em censura de todas as páginas com engajamento político.

É o aparato estatal fazendo o que sabe fazer de melhor: atrapalhar a vida do cidadão e favorecer o establishment.

“(Valor) A Justiça Eleitoral poderá impedir este ano que movimentos como o Agora! e o Renova Brasil declarem apoios a candidatos este ano nas redes sociais. Uma decisão em primeira instância na Justiça Eleitoral em São Paulo abriu um caso que poderá chegar ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) e ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No dia 15, o juiz Márcio Antonio Boscaro acatou seis ações de um candidato derrotado a vereador pelo PSol no município de São Paulo, Bruno Maia, contra o vereador Fernando Holiday (DEM) e o Movimento de Renovação Liberal (MRL), que é a pessoa jurídica que administra a marca Movimento Brasil Livre (MBL).

Eles foram condenados por propaganda eleitoral irregular nas eleições de 2016, em que o MBL divulgou em sua página no Facebook a candidatura a vereador de Holiday, militante destacado do movimento. A punição é simbólica- multa de R$ 5 mil- mas os desdobramentos da decisão podem comprometer iniciativas de maior alcance. Vários grupos se organizam para divulgar lista de apoios a candidatos na internet este ano. Um deles, a “Frente Pela Renovação”, quer ajudar a eleger uma bancada de cem deputados.”

A Justiça Eleitoral tem que acabar.

Não perca nossas publicações e siga nossos canais no TwitterTelegram e Facebook.

Leia também:

Igrejas, Internet, Rádio e TV. Eleições caminham para ser as mais censuradas de nossa história

A Justiça Eleitoral vale os R$ 7 bilhões que gastamos com ela?

 

Loading...

2 comentários para “CENSURA: Justiça Eleitoral pode proibir páginas de apoiar candidatos

  1. Renato Passos

    Apoiem MESMO ASSIM!!!…. QUE SE FODA A “JUSTIÇA”!!!… Nenhum brasileiro quer mais seguir as “leis” daquele PUTEIRO chamado “Brasília”!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *