Caso Celso Daniel não foi um assassinato, mas uma chacina

A Lava Jato chegou no assassinato do ex-prefeito Celso Daniel. Relembre todas as mortes relacionadas ao caso:

1) Celso Daniel: prefeito. Assassinado em janeiro de 2002.
2) Antonio Palacio de Oliveira: garçom que serviu o prefeito no dia do sequestro. Assassinado em fevereiro de 2003
3) Paulo Henrique Brito: testemunha da morte do garçom. Assassinado em março de 2003
4) Iran Moraes Rédua: reconheceu o corpo de Daniel. Assassinado – dezembro de 2003
5) Dionizio Severo: suposto elo entre quadrilha e Sombra, chegou a FUGIR DE HELICÓPTERO do presídio. Assassinado – abril de 2002
6) Sérgio Orelha: Amigo de Severo. Assassinado em 2002
7) Otávio Mercier: investigador que ligou para Severo. Morto em julho de 2003.
8 ) Carlos Delmonte Printes: legista que examinou Celso Daniel, encontrado morto em 12 de outubro de 2005.
9 ) Josimar Ferreira de Oliveira: delegado, registrou a morte de Celso Daniel. Assassinado – janeiro de 2015

Até quando os assassinos vão ficar impunes?

NÃO DEIXE DE ASSISTIR O VÍDEO ABAIXO!

 

Leia também:

Marcos Valério declarou que diretor do Instituto Lula o ameaçou de morte. Saiba mais sobre o PT e as investigações em Portugal

Revisado por Maíra Pires @mairamadorno

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *