Bolsonaro não quer apoio a qualquer custo e faz exigências a candidatos do PATRIOTA

Além de exigir que o PEN retire a ação no STF que pode beneficiar presos da Lava Jato, o deputado federal Jair Bolsonaro também exigiu que a nova legenda, futuro PATRIOTA, se estruture de forma orgânica como um partido de direita. O PATRIOTA deverá contar com seis cláusulas pétreas em seu estatuto.

Os filiados do partido e potenciais candidatos devem obrigatoriamente ser:

  • contra o aborto,
  • contra legalização das drogas,
  • contra o desarmamento,
  • contra a ideologia de gênero,
  • a favor da redução da maioridade penal,
  • a favor da imprensa livre.

Parabéns, deputado!

Jair Bolsonaro (PSC), deputado federal e pré-candidato à presidência

 

Loading...

6 comentários para “Bolsonaro não quer apoio a qualquer custo e faz exigências a candidatos do PATRIOTA

  1. Observando o novo Estatuto do PATRIOTA foi com desgosto que verifiquei lá a existência do objetivo, dentre outros, da tal “justiça social”. Ora, este é um princípio socialista, utilizado como desculpa por partidos como o PT para justificar verdadeiros atentados à Democracia, Estado de Direito e à Propriedade. O partido deveria corrigir imediatamente o Estatuto retirando já esse Cavalo de Troia onde qualquer armadilha pode se esconder dentro.

    Responder
    • Pedro Rocha

      Sim, na janela partidária muitos migrarão para apoiá-lo e também acredito que o Patriotas vire um partido médio.

      Entretanto, como seria um governo Bolsonaro com um partido médio e sem fazer negociatas? O próprio Rodrigo Constantino, notório militante do NOVO, admitiu que se eles ganhassem a eleição “negociariam” com o PMDB…

      Eu acho que a “direita” brasileira ainda não está preparada para a presidência. Deveríamos focar em ter uma base sólida na Câmara dos Deputados que impedisse o avanço da esquerda sobre nossas leis, para começo de conversa.

      150 deputados de direita podem derrubar uma lei ou arquivar uma discussão sinistra, mas um presidente pode ter seu veto a uma lei ruim derrubado.

      Responder
      • Henry Morita

        pois então, o momento da indignação coletiva é agora, é a hora de exigir candidatos melhores, ou menos pioes, antenados com o momentun Bolsonaro e sintonizados com as demandas populares no combate a esta corja esquerdopata e petralhas, com uma mobilização PATRIÓTICA poderemos fazer com que os candidatos sejam eleitos para aquela casa, não tenha dúvida de que teremos dezenas de deputados e senadores, quem sabe até governadores (ANTENADOS E OPORTUNISTAS), já eleitos migrando em março para o Patriota, assim como milhares de vereadores e prefeitos o farão também, o PEN irá saltar longe, eu acredito que acima do nível médio, pra mim e muita gente antenada, o PATRIOTA vai ficar entre os 5 maiores partidos do país, o que vai dar muita força ao candidato Bolsonaro e todos os demais futuro candidatos aos diversos cargos nos estados e no Congresso Nacional, que serão eleitos por “”efeito Bolsonaro””, afinal, vc tem e votar em 5 candidatos (DEP. ESTADUAL, GOVERNADOR, DEP. FEDERAL, SENADOR, PRESIDENTE), imaginem a força que isso irá representar ao futuro presidente se for o Bolsonaro, e a força contrária se for sacanagem nas urnas eletronicas…

        Responder
  2. Getulio SP

    Faltou aí reforma total da lei de execuçao penal p/acabar com a progressao de regime para crimes violentos,fim das visitas íntimas,fim de celulares em presídios,fim de saídas em datas comemorativas,abono p/ policiais que matarem bandidos.pena de morte para alguns crimes,etc.

    Responder
  3. Pedro Rocha

    A ADIN até agora não foi retirada pelo PEN.

    Bolsonaro está indo com muita sede a um pote com água suja e ainda fazendo exigências a um pessoal que, por conveniência, abriu mão da própria ideologia.

    Estou achando que isso não vai longe…

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *