Apoiadores de Temer adotam lulismo econômico e esquecem que déficit é culpa do presidente

Os bajuladores do presidente Michel Temer (PMDB) passaram a adotar o lulismo econômico, em que dados da economia que não são obtidos graças ao governo são contabilizados como vitórias do presidente. Um exemplo é a queda da inflação, que é resultado da desaceleração da atividade econômica e queda no poder aquisitivo do brasileiro.

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, propôs uma revisão do déficit para cerca de R$ 159 bilhões para 2017 e 2018. No anúncio, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, declarou que “é importante lembrar que o governo só tem duas fontes de financiamento: ou aumenta impostos ou toma mais recursos emprestados da sociedade, o que aumenta a dívida e os juros” para em seguida fazer uma mea culpa e pregar o corte de despesas como uma forma de “começar” a rever o déficit.

O presidente Michel Temer tem culpa indissociável desse rombo, que resultará em aumento de impostos, já que as equipes econômica e política são incompetentes para cortar gastos. Refrescando a memória dos bajuladores:

O aumento que o presidente Temer concedeu ao Judiciário, que tem plenas condições de readequar as próprias despesas, custará R$ 59 bilhões até 2019.

O aumento de 40% que o presidente Temer concedeu aos Defensores Públicos da União gerará, só em 2017, um impacto de R$ 3,8 bilhões. O salário da categoria  passa para R$ 27,9 mil em janeiro de 2017, R$ 29,2 mil em janeiro de 2018, e para R$ 30,5 mil em janeiro de 2019.

O aumento de 12% que o presidente Temer concedeu ao MPU gerará um impacto de R$ 295 milhões só neste ano.

Isso sem contar o reajustes sancionados pelo presidente Temer aos servidores da Câmara e do Senado.

Não são aumentos que beneficiam funcionários públicos que ganham 2 ou 3 salários mínimos, são aumentos destinados para a elite do funcionalismo articulada em uma miríade de sindicatos que o presidente não tem coragem de enfrentar.

Relembre outras bombas, em um texto do Instituto Liberal de São Paulo, publicado mês passado:

“Em junho de 2016, foi publicada a MP que beneficiou analistas, gestores e especialistas do Poder Executivo; servidores da Previdência, Saúde e Trabalho; das agências reguladoras; das carreiras jurídicas; do Banco Central, além de outra dezena de carreiras. O impacto desse aumento para os cofres públicos soma R$ 53 bilhões, somente até 2018, beneficiando 1,1 milhão de servidores civis.

Já a MP 765, aprovada neste mês – um dia antes de perder a validade – concedeu aumentos para 70 mil servidores, de oito categorias. Foram beneficiadas as carreiras de alto nível do Poder Executivo Federal: auditoria-fiscal da Receita Federal; auditoria-fiscal do Trabalho; perito médico previdenciário; carreira de infraestrutura; diplomata; oficial de chancelaria; assistente de chancelaria; e policial civil dos ex-territórios. Esse pacote de bondades vai custar R$ 11,2 bilhões no bolso de todos os brasileiros até 2019 e beneficiará 70 mil funcionários estatais, ou 0,04% da população brasileira.

A lista de “bondades” feitas pelo governo aos funcionários federais com o dinheiro dos pagadores de impostos incluiu o pagamento de bônus de eficiência para Auditores Fiscais da Receita Federal, no valor mensal de R$ 3 mil, inclusive para aposentados e pensionistas da carreira. A carreira passou a ter salário básico inicial de R$ 19.211,01 podendo chegar a R$ 24.943,07. Em 2019, o vencimento básico mais baixo da carreira será de R$ 21.029,09 e o mais alto R$ 27.303,62. Os valores são os mesmos para ativos e aposentados. A carreira ainda recebe auxílio pré-escola e auxílio alimentação.”

Parabéns a todos que bajulam um presidente fraco que não consegue enfrentar as elites do funcionalismo público só por ele ‘não ser do PT’. A culpa de Temer no déficit é intransferível.

 

 

 

Loading...

Um comentário para “Apoiadores de Temer adotam lulismo econômico e esquecem que déficit é culpa do presidente

  1. Observador

    Bilhões, bilhões, bilhões, bilhões, bilhões, bilhões

    Como é fácil falar essa cifra.

    Alguém tem a exata ideia do que seria 1 Bilhão de reais ?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *