Aécio Neves: O traidor do povo brasileiro

A Reaçonaria adiantou o roteiro covarde que o PSDB encenaria durante esta semana e também escreveu sobre as relações de FHC com as empreiteiras da Lava jato.

Nós sabemos que se não fosse por FHC, o PSDB, DEM, Solidariedade, PV, PPS e PSC teriam entrado com pedido de impeachment dia 29/04 por acreditarem que há motivos suficientes para a abertura imediata do processo.

O líder do PSDB na Câmara declarou na ocasião:

“O que vou dizer ao Aécio é que na visão da bancada não tem mais o que aguardar. A Câmara é quem decide sobre a abertura do impeachment, então o protagonismo tem que ser da bancada da Câmara. Ela tem que tomar uma decisão e a decisão já foi tomada: o impeachment é cabível e não temos que aguardar mais nenhum parecer.”

Também sabemos que FHC estava articulando com Temer para ser o interlocutor privilegiado da oposição com o Planalto e desautorizou a bancada do PSDB. Em seguida, o ex-ministro da Justiça de FHC ficou de fazer um parecer sobre as “pedaladas fiscais” do primeiro mandato, o primeiro parecer encomendado pelo PSDB a mando de FHC.

A bancada do PSDB na Câmara reagiu e quis convencer Aécio Neves a contratar Ives Gandra Martins, Sérgio Ferraz e José Eduardo Alckmin para a redação de outros pareceres que não fossem referentes às “pedaladas fiscais”. Aécio Neves ficou contra a bancada e ao lado de FHC.

O parecer jurídico de Miguel Reale Jr. encomendado pelo PSDB não trata:

  • Do fato de que desde que o PT chegou ao governo federal, o Congresso nunca julgou as contas do governo;
  • Do fato de que Dilma Rousseff assinou junto com Renato Duque o contrato de montagem do Estaleiro Rio Grande, que rendeu mais de R$ 100 milhões em propinas para os cofres do PT e aliados;
  • Do fato de que Dilma Rousseff esteve envolvida na compra da refinaria de Pasadena nos EUA;
  • Do fato de que Dilma Rousseff sabia pelo menos desde 2009 das irregularidades da refinaria de Abreu e Lima;
  • Do fato de que o o setor elétrico gerou mais de R$ 100 milhões em propina para o PT e PMDB só em Belo Monte sob a tutoria da então ministra Dilma Rousseff;
  • Do fato de que a campanha de Dilma Rousseff utilizou gráficas fantasmas;
  • Do fato de que o programa “Mais médicos” é uma fraude bilionária comprovadamente revelada, cujo propósito é enviar recursos para Cuba, como mostraram os áudios descobertos pela Band;
  • Do fato de que Dilma Rousseff quebrou o decoro ao agredir sua camareira e houve uma operação de compra do silêncio da empregada;
  • Do fato de que Dilma Rousseff está “incidindo em crime de responsabilidade no viés de prevaricação” ao não aplicar a Lei Anticorrupção nas empreiteiras da Lava jato, segundo análise de Modesto Carvalhosa;
  • Do fato de que dois pareceres sobre a responsabilidade de Dilma Rousseff já avalizaram juridicamente o impeachment por mais de um motivo.

NADA do que está sendo investigado na CPI da Petrobras é tratado no parecer.

Nós da Reaçonaria avisamos que a mídia iria mentir falando que o parecer do PSDB diz que não há fundamentos para o impeachment. Dito e feito:

Manchete do Valor Online

Valor Online

Folha de São Paulo

Folha de São Paulo

Época

Época

O Globo

O Globo

Os covardes do  PSDB liderados por FHC e bancados por Aécio Neves dizem que a melhor estratégia é investigar Dilma Rousseff por crime comum, pois o impeachment depende de 342 votos na Câmara. Poderia ser verdade e nós elogiaríamos a prudência. Acontece que o caminho escolhido por Aécio Neves depende de Rodrigo Janot acatar a ação, nós sabemos que o procurador já se pronunciou contra investigar Dilma Rousseff por crimes cometidos no primeiro mandato. Se a PGR acatar, o pedido terá que ser apreciado pelo STF, nós sabemos quais juízes compõem o Supremo. E, finalmente, se a PGR e o STF acatarem a ação, a Câmara ainda teria que aprovar a abertura de inquérito, o que necessitaria dos mesmos 342 votos que o PSDB diz não ter para o impeachment. É claro e evidente o conchavo, é o caminho para a impunidade.

O PSDB está mofado, caducado, atrasado e não engana mais ninguém. Se quando o partido ocupava a presidência contava com joguinhos de informação e contrainformação da imprensa, seus líderes deveriam levar em conta que hoje a maioria da população se informa pela internet.

Lamentamos o papelão que os líderes dos outros partidos de oposição se prestaram, o mínimo que poderiam fazer é assinar o pedido de investigação por crime comum e assim o fizeram.

Aécio Neves poderia ter ficado ao lado dos 63% de brasileiros que apoiam o impeachment, da bancada de oposição na Câmara, ao lado da lei e das instituições. Preferiu ficar ao lado de FHC, do conchavo e da covardia.

Imagem do Movimento Brasil Livre

Imagem do Movimento Brasil Livre

Loading...

23 comentários para “Aécio Neves: O traidor do povo brasileiro

  1. Wagner Guimaraes

    Mas uma ação depondo contra Aécio, que de bom mesmo só tem o fato de ser mineiro e cruzeirense (igual a mim). De resto, é uma raposa política tão astuta quanto Renan, Lula, Cunha e afins.

    Responder
  2. Marcos Antonio

    Esse aih tá lascado politicamente. A partir de 2018 não se elege mais por MG. Talvez para a Prefeitura de São João Del Rei.

    Dilma jogou a toalha, o grave problema reside em: ” Não Governo mas também não Saio”. É onde mora o perigo.

    Responder
    • Data Venia

      Eu não teria tanta certeza. Muitos também disseram que ele nem chegaria ao segundo turno, lembra ? Seria Marina x Dilma. Além do mais, depois de aturar o Pimentel por quatro anos, os mineiros elegem até o tiririca para governador, se o o outro candidato for petista.

      Responder
  3. Dalva Rachel Nascimento

    Lamentável perceber q publicações como essa, acrescidas dos comentários aqui apresentados só contribuem p a percepção de q essa polarização PT- PSDB é reforçada, como se fosse a verdade única q retrata a política brasileira. Reifica e fortalece tto um como outro partido, qdo na verdd o povo não se prende a partidos, ao fazer suas “escolhas” nas eleições, sejam elas quais forem. Até porque partido é bastte discutível na política brasileira( mas esse é outro assunto). Voltando à questão pior q as afirmativas aqui expostas é acreditar em salvadores da Pátria, como se uma pessoa, seja ela quem for seria capaz de endireitar (eufemismo) uma Nação. Resquício ainda do nosso colonialismo, que inculcou a mentalidade d q o ” governo” de plantão tem a responsabilidd d resolver tds nossos problemas, e de cuidar d nosso bem-estar, como pessoas e como sd. Por fim triste ver a juventude embarcar nessa “onda” reacionária, direitista, q reforça nosso atraso cultural e político, p ficar só nesses dois ítens, e expõe a despolitização d nosso povo, q por isso mmo é explorado até em sua vontade de mudar e construir uma sd melhor.

    Responder
  4. Data Venia

    Só para encerrar: reeleger Dilma não foi o único erro cometido pela maioria dos eleitores em outubro do ano passado. Muito pior, penso eu, foi manter a maioria na Câmara e no Senado nãos mãos do PT e do PMDB. Por conta disso, aprovar o impeachment continua sendo uma tarefa quase impossível, apesar do maior estelionato eleitoral de todos os tempos e das revelações da Operação Lava Jato. Mesmo vivendo o pior momento de sua história, o PT ainda consegue colocar um Fachin no STF e aprovar este iníquo ajuste fiscal. Sem a maioria governista, nada disso estaria acontecendo.

    Responder
  5. Data Venia

    Caro Marcelo Centenaro, gostaria que explicasse aos seus leitores como é possível tirar Dilma do Palácio do Planalto, DEMOCRATICAMENTE, sem o PSDB, DEM e parte do PMDB. Atacar impiedosamente os tucanos (alguns já chegam a dizer que eles são iguais aos petistas) só fortalece o PT. Os soldados de Edinho Silva estão eufóricos com esta onda antiPSDB nas redes sociais. Não é o partido de oposição dos meus sonhos, mas é tolice achar que destruí-lo vai ajudar nossa causa. É como afundar um barco no meio da travessia. Temos que tentar remendar o casco, usar as bombas para tirar a água que está entrando, até chegarmos ao porto seguro.

    Responder
    • Marcelo CentenaroMarcelo Centenaro

      Não sei se é possível. Talvez de fato não seja. Porém, também não me parece possível tirar Dilma do Palácio do Planalto COM as lideranças do PSDB. Minha avaliação é de que os tucanos estão trabalhando sistematicamente para impedir o impeachment. Confiamos nessa oposição em 2005, lá se vão 10 anos, e a oposição não se opõe.
      Entendo que é necessário deixar claro que nos opomos ao governo sem tergiversações. Quem também se opuser assim é um verdadeiro aliado. Inimigos declarados são menos perigosos que falsos aliados.
      Acredito que existam oposicionistas de verdade dentro do PSDB, do PMDB, de outros partidos. Acredito que seja possível sensibilizá-los e mostrar a eles de que lado está a imensa maioria da população. Não sei se o impeachment acontecerá ou não. Normalmente, acho contraproducente estimular divisões internas quando o inimigo é forte e poderoso. Porém, não sou capaz de confiar em alguém que aprova Fachin para o STF, ou de considerá-lo um aliado possível.
      É muito difícil remendar o casco quando seu companheiro o está furando. Nessas condições, talvez nadar seja mais proveitoso.

      Responder
      • Data Venia

        É muito mais fácil criticar o PSDB do que os brasileiros que ESCOLHERAM LIVREMENTE reeleger Dilma e manter a maioria no Congresso nas mãos do PT e do PMDB. E ainda tem os milhões de eleitores que decidiram que era melhor tomar sol na praia ou ficar em casa navegando na internet do que votar. Por ação ou omissão, a maioria do Povo Brasileiro errou feio!

        Responder
  6. Data Venia

    Vejam quatro políticos que REALMENTE merecem ser chamados de traidores: Álvaro Dias, Kátia Abreu, Delcídio Amaral (este petralha já foi tucano) e Marconi Perillo. O Perillo ? Ele mesmo. Recentemente, durante cerimônia de inauguração de um trecho da ferrovia Norte-Sul, em Anápolis (GO), afirmou ter gratidão pela presidente Dilma, a quem classificou de pessoa séria, íntegra, republicana, honesta (não é piada, ele disso tudo isso da mãe do PAC). Não satisfeito, completou: “Estou falando isso na presença de todos e da imprensa, porque eu não devo satisfações a ninguém a não ser à minha consciência e ao povo de Goiás. E a senhora merece esses elogios”.

    Responder
  7. Data Venia

    Geraldo Alckmin e José Serra já declararam que são contra o impeachment de Dilma. Ambos são tão influentes no PSDB quanto Aécio Neves ou FHC. Mas nenhum dos dois é chamado de traidor. Os outros são covardes, mas o neto de Tancredo virou traidor. Isto tudo é muito suspeito e prova que ser contra o PT não torna nenhum jornalista plenamente confiável.

    Responder
    • Marcelo CentenaroMarcelo Centenaro

      Data venia, discordo. Aécio foi o candidato a presidente e é o presidente do partido. Deveria liderar a oposição.
      Mas todo o PSDB é um partido de bananas. José Serra traiu seus eleitores. Geraldo Alckmin traiu seus eleitores, Alvaro Dias traiu seus eleitores. Anastasia traiu seus eleitores. Aécio, Serra e Tasso em Nova York com Fernando Henrique no dia da sabatina de Fachin é o fim da picada. Pior que isso, só Alvaro Dias babando ovo para o Ministro do MST.
      Quem quer o impeachment não está feliz com o PSDB. Com o PSDB inteiro, que nos trai mais uma vez, como ocorreu em 2005.

      Responder
  8. Data Venia

    Quando li o título do post, pensei que tivesse entrado por engano no blog de Paulo Henrique Amorim, o Conversa Desvairada. Janot negar, STF negar ou Eduardo Cunha Negar, dá tudo no mesmo. Todo mundo sabe que o presidente da Câmara engavetaria o pedido de impeachment se fosse apresentado agora! Qual é a diferença ? Isto O Antagonista e seus admiradores, incluindo o Felipe Moura Brasil, não explicam. Querem mesmo é denegrir a imagem de Aécio Neves.

    Responder
  9. gleice

    AÉCIO, vocé acha que valeu a pena?? trair o povo que tanto confio em vc??/no meu facebook , eu vivi toda sua campanha pedido voto para vc, agora em 2018 nem pensa que vou te ajuda o, vota em vc ,bom o melho mesmo e vc não sair canditado a presidente do brasil??? porque todos que lhe apoiva estão contra , agora vou te lembra para não corre o risco de esquecer , o brasil pasou a te odia a ssim como eu , vou fazer campanha contra sua pessoa melho, mesmo bebe cachaça com lula e rousseff pq tudo para vc , esta perdido lhe afirmo isso com toda minha força politica>>>>>>>>>>>>……

    Responder
  10. Marcello Delgado

    Precisamos de um partido de direita….de verdade….não existe alguém que seja macho o suficiente para começar um partido que possa limpar essa petralhada que estão nos ferrando

    Responder
  11. Daniel

    Existe um pacto de não agressão entre PT e PSDB acordado desde 2002 entre Lula, Dirceu e FHC. Ou seja, o Aécio ganhando jamais permitiria o aprofundamento das investigações em cima do PT…

    As bravatas são permitidas, mas investigação de fato não ocorre. Afinal onde está o PT está o PSDB e vice-versa. Por exemplo, nas diretorias dos fundos de pensão, que são os donos de Vale, Petrobrás e etc, é dividido ao meio entre esses dois partidos as nomeações desde a época das privatizações de Araque do FHC. Afinal, quem é dona das empresas não é o mercado e sim os fundos de pensão…

    Por isso que se você investiga o Cartel do Metrô de SP a sério, sobra para O PT em escala Nacional, já que não houve licitação para obras de metrô federais…

    Se você investiga a Petro, sobra para o PSDB devido a sua parceria de longa data com a Odebrecht (por isso o Sérgio Guerra queria um cala boca de 10 milhões…).

    Responder
  12. Vera Torres

    Toda vez que um justo grita,
    Um carrasco o vem calar.
    Quem não presta, fica vivo.
    Quem é bom, mandam matar.

    Cecília Meireles na ordem do dia!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *