A boquinha de Meirelles no governo Maia

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, quer nomear o secretário nacional de Acompanhamento Econômico, Mansueto Almeida, para o cargo de ministro do Planejamento de um eventual governo Rodrigo Maia.

Com um poder injustificado, Meirelles tem conseguido impor vetos a Temer para a nomeação de um ministro do Planejamento após a saída de Romero Jucá. Dyogo Oliveira, interino, tornou-se efetivo. Nomeação de ministros é prerrogativa exclusiva e intransferível do presidente da República, o que só demonstra o quanto Temer é frouxo e refém das forças que o mantêm no poder.

O fato é que o Brasil nem precisaria de Ministério do Planejamento. Assim como a Previdência virou secretaria nacional do ministério da Fazenda, o mesmo poderia ocorrer com o Planejamento.

De acordo com a ONG Contas Abertas, o Ministério da Fazenda é o segundo órgão com mais cargos comissionados DAS, perdendo somente para a presidência da República. Meirelles conta com 2636 boquinhas de livre nomeação. Os governos da Alemanha, França e Reino Unido possuem cerca de 500 cargos dessa natureza em toda a administração federal. Alguém já viu alguma demonstração ou preocupação do ministro quanto ao inchaço da própria pasta?

No começo da gestão Temer foi anunciada a redução de 4 mil cargos comissionados que geraria uma economia em torno de R$ 200 milhões. O fato é que a maioria dos cargos que seriam extintos estavam desocupados e a redução foi artificial.

Meirelles e a sua Fazenda são os marajás da Esplanada.

A melhor política para o ministério do Planejamento é a sua extinção.

Ajuste fiscal em cima de quem ganha salário mínimo é política pública de tarado.

Leia também:

Mais de 130 mil apadrinhados sem concurso, os 28 ministérios consomem R$ 214 bilhões só em salários

De cada quatro integrantes do funcionalismo federal, um é filiado a partido político

PT criou 34,6 mil cargos de indicação, há servidor que recebeu R$ 152 mil em um mês!

Se a lei do teto constitucional fosse cumprida, corte de supersalários economizaria R$ 10 bilhões

 

Loading...

2 comentários para “A boquinha de Meirelles no governo Maia

  1. Conservador

    Vcs precisam divulgar mais esse site esse site é muito bom e fala muita verdade sem se desviar de principios conservadores pois a nossa real luta ( dos conservadores) não é contra um unico partido (PT) e ideologias de esquerda somente ( ou de centro como o próprio Dória tá se definindo e o Macron da França também dizia ser, pois esse é o novo engano da esquerda globalista “dizer que não são nem de esquerda e nem de direita são de “centro” ) , e sim a nossa luta tem que ser contra a corrupção da politica brasileira. seja ela em qual partido for.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *