10 dias após mostrarmos a farra de salários do STF, Cármen Lúcia aumenta transparência

No dia 18 de agosto publicamos um post mostrando os milagres dos salários pagos pelo STF. Ali expusemos como funcionários têm salário bruto médio ao final do mês mais de 150% o estipulado para o cargo nos últimos concursos, graças a benefícios múltiplos atrelados ao salário. Pois no dia de hoje a presidente do STF enviou um ofício que, na prática, vai aumentar ainda mais a transparência e o detalhamento desses custos da instituição. O site O Antagonista disponibilizou o despacho neste link.

Relembrem alguns números sobre a folha de pagamentos do STF trazidos no post “Os salários maravilhosos no STF“:

  • Excluindo-se os salários pagos aos ministros na ativa e aposentados, o STF gasta R$ 18 milhões por mês com o pagamento de salário de técnicos, analistas e contratados;
  • O STF gasta R$ 11 milhões por mês com aposentadorias e pensionistas apenas de técnicos e analistas;
  • Mais de 70 aposentados do STF receberam mais de R$ 30 mil de valor bruto no mês de julho;
  • 260 aposentados do STF receberam mais de R$ 20 mil no mesmo mês;
  • 193 técnicos ou analistas custaram mais de R$ 20 mil em julho;
  • O último concurso para Técnico Judiciário no STF foi em 2013 e anunciava um salário de R$ 4.575,16. Há no entanto 515 pessoas com este cargo na estrutura da instituição e o salário médio deles é de R$ 12.471,82;
  • O último concurso para Analista Judiciário do STF foi em 2013 e anunciava um salário de R$ 7.506,55. Há no entanto 572 pessoas com este cargo na estrutura da instituição e o salário médio deles é de R$ 18.772,98

O comentarista político da rádio Jovem Pan também tem destacado outro dado alarmente do STF: como os ministros, especialmente Gilmar Mendes, trabalham pouco. Vejam o comentário:

 

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *