A Direita que ri

@reaconaria




Discurso “12 mil famílias ou pessoas é muita gente” de Dilma Rousseff

Presidente Dilma se embaralha com números de famílias (ou pessoas?) em cerimônia de entrega de residências. Pobres assessores e responsáveis pela transcrição dos discursos.

Nós, aqui em Campina Grande, vamos, vamos neste, neste programa, contratar 12,4 mil… aliás, agora, agora nesse momento – eu estou me confundindo – agora, nesse momento, tem 12,4 mil famílias aqui que já realizaram o sonho da casa própria. Olha, gente, 12,4 mil famílias, é muita família… Aliás, desculpa, pessoas. É muitas pessoas. 12,4 mil pessoas dá um município de tamanho médio do Brasil. Se a gente considerar que 75% dos municípios tão abaixo de 50 mil habitantes, esses 12 mil, essas 12,4 mil famílias que vão morar aqui, é como se a gente tivesse inaugurando uma pequena cidade.

Analogias estúpidas da esquerda – 3

analogias_estupidas3

Os séculos de ciência moderna produziram o comunismo, que sempre cessa as liberdades política, religiosa e de expressão, além de inaugurar na história a série dos governantes totalitários que declaram guerra contra seu próprio povo. Mas tem gente que ainda não se iluminou quanto a isso e insiste em se dizer socialista.

Analogias estúpidas da esquerda – 2

AnalogiaEstupida1

À parte a falta de senso de proporção (igualar dificuldade em obter emprego com sensibilização pela cena de uma criança morta ao fugir pela vida), há um jogo de muitos erros nesta analogia:

  • Os refugiados que vêm para o Brasil são do Haiti, não de Angola – cruzar todo o Oceano Atlântico não parece valer a pena, ainda mais para quem está num país que viu seu PIB crescer 6,8% em 2013 e 4,5% em 2014 e com índices de violência inferiores aos brasileiros;
  • Eles vêm para o Brasil, não vêem,
  • Haitianos não vêm para o Brasil fugindo de terroristas;
  • Os haitianos entram pela fronteira terrestre, em sua maioria pelo Acre, não por barcos;
  • Quem se incomoda com a disputa de emprego com haitianos são pessoas simples, da chamada mão de obra de baixa especialização como auxiliares de pedreiro, auxiliares de serviços gerais, seguranças, hippies, vendedores ambulantes e de artesanato. Ou seja, gente que não acessa Twitter;

Lula Inflado

A grande sensação dos protestos de 16 de agosto foi o boneco do ex-presidente Lula em trajes de presidiário, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

A grande imprensa não pôde fingir que não viu, nem fazer de conta que os objetivos da manifestação são difusos, abstratos, etéreos. O que pode ser mais concreto que Lula preso? Parabéns aos idealizadores e realizadores desse genial golpe de marketing.

O mais legal é que a história não acaba aí. O Instituto Lula passou recibo, emitindo uma nota oficial em resposta ao boneco. É mais uma prova do quanto estão perdidos. Inúmeras pessoas fizeram e continuam fazendo maravilhosos memes nas redes sociais. Coloco aqui uma pequena seleção dos meus prediletos.

 

Lullapapooda © Movimento Brasil Livre

Lullapapooda © Movimento Brasil Livre

 

© Lula Inflado

© Lula Inflado

Marshmallow

© Lula Inflado

© Rodrigo Gomez

© Rodrigo Gomez

© Milene Reis

© Milene Reis

© Marco Balbi

© Marco Balbi

© Marco Balbi

© Marco Balbi

© Mauro Scheer

© Mauro Scheer

© Alex Brum Machado

© Alex Brum Machado

© Lula Inflado

© Lula Inflado

Página 3 de 1012345678910